Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fale conosco via Whatsapp: +55 12 98884 5913
No comando: Jambeiro FM a caminho do Sol

Das 00:00 às 04:00

No comando: Alvorada Sertaneja

Das 04:00 às 07:00

No comando: Sertanejo Classe A

Das 07:00 às 10:00

No comando: Café com a Psicóloga

Das 08:30 às 09:00

No comando: Musica e Informação com Alex Silva

Das 09:00 às 10:00

No comando: Revista Semanal

Das 10:00 às 12:00

No comando: Alex Silva com Música e Informação

Das 10:00 às 12:00

No comando: Almoçando com o Rei

Das 12:00 às 13:00

No comando: Tarde Musical Jambeiro FM

Das 13:00 às 16:00

No comando: Programa Sitio do Seu Dito

Das 16:00 às 18:00

No comando: Jambeiro a Noite

Das 21:00 às 00:00

No comando: JAMBEIRO FM DANCE CLUB

Das 22:00 às 00:00

Menu

URGENTE :Testemunha admite ter forjado ‘prova’ de fraude eleitoral nos EUA

Um funcionário do serviço postal da Pensilvânia, nos Estados Unidos, citado por republicanos como testemunha de irregularidades na apuração dos votos nas eleições, admitiu ter forjado as supostas provas de fraude, segundo três investigadores ouvidos pelo The Washington Post. Democratas da Comissão de Supervisão e Reforma da Câmara também confirmaram o caso. Segundo o jornal, Richard Hopkins, 32, alegou às autoridades que um funcionário dos correios em Erie teria instruído os carteiros a mudar a data de entrega das cédulas enviadas depois de 3 de novembro, dia da eleição. Desta forma, votos que, em tese, não seriam considerados poderiam ser computados…

A acusação foi citada pelo senador republicano Lindsey O. Graham em carta enviada ao Departamento de Justiça para solicitar uma investigação. O procurador-geral William P. Barr, então, autorizou a abertura de inquérito para apurar o caso — antes mesmo que o resultado da eleição fosse confirmado, em decisão que contraria a política adotada pelo órgão ao longo dos anos. Na segunda-feira (12), porém, Hopkins voltou atrás e disse a investigadores do serviço postal dos EUA que as acusações feitas anteriormente eram falsas. De acordo com autoridades ouvidas pelo The Washington Post, ele também assinou um documento em que nega o que havia dito.

Procurado pelo The Washington Post, Hopkins não retornou o contato. Em vídeo publicado no Twitter, ele negou que tenha voltado atrás — e o presidente Donald Trump, que se recusa a aceitar a vitória de Joe Biden nas eleições, compartilhou a publicação, chamando o funcionário dos correios de “bravo patriota”. “Mais e mais pessoas estão se apresentando para expor esta eleição fraudada!”, escreveu o republicano, novamente sem apresentar provas das acusações. Na publicação, há um alerta do próprio Twitter: “Esta alegação sobre fraude nas eleições é contestada”.

 

Deixe seu comentário: