Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fale conosco via Whatsapp: +55 12 98884 5913
No comando: Jambeiro FM a caminho do Sol

Das 00:00 às 04:00

No comando: Alvorada Sertaneja

Das 04:00 às 07:00

No comando: Sertanejo Classe A

Das 07:00 às 10:00

No comando: Café com a Psicóloga

Das 08:30 às 09:00

No comando: Musica e Informação com Alex Silva

Das 09:00 às 10:00

No comando: Revista Semanal

Das 10:00 às 12:00

No comando: Alex Silva com Música e Informação

Das 10:00 às 12:00

No comando: Almoçando com o Rei

Das 12:00 às 13:00

No comando: Tarde Musical Jambeiro FM

Das 13:00 às 16:00

No comando: Programa Sitio do Seu Dito

Das 16:00 às 18:00

No comando: Jambeiro a Noite

Das 21:00 às 00:00

No comando: Jambeiro a Noite

Das 21:00 às 23:00

No comando: JAMBEIRO FM DANCE CLUB

Das 22:00 às 00:00

No comando: O Poder da Fé

Das 23:00 às 00:00

Menu

Sabesp quer mais água do Rio Paraíba para abastecer a Grande São Paulo

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) foi autorizada a retirar mais água do rio Paraíba do Sul para abastecer as represas da Grande São Paulo.

A transposição de água para o Sistema Cantareira foi autorizada em caráter excepcional pela ANA (Agência Nacional de Águas) na semana passada.

A retirada havia sido proibida em 3 de setembro, depois que a companhia bombeou para o Sistema Cantareira os 162 milhões de metros cúbicos que estavam autorizados. Outro bombeamento só deveria ocorrer em 2022.

A interligação dos sistemas através de bombeamento foi adotada após a crise hídrica de 2014, quando o nível do Cantareira baixou ao ponto que teve que usar o “volume morto” suprir o consumo da região metropolitana.

A autorização para retirar água do Rio Paraíba do Sul é dada quando o Sistema de reservatórios do Cantareira passa a operar com menos de 30% do volume útil. Na última sexta, a capacidade operacional estava em 28,2%.

Com a nova autorização, a água será retirada do reservatório Jaguari, em Jacareí do Rio Paraíba, e repassada para a represa de Atibainha, em Nazaré Paulista, pertencente ao Sistema Cantareira. O início da transposição ainda será definido pelos órgãos envolvidos. A medida vale até 31 de dezembro. A transposição foi pedida pela Sabesp.

Responsável pelo abastecimento de cerca de 8 milhões de habitantes de cidades da Grande São Paulo, a Sabesp reduziu a pressão da água injetada no sistema de abastecimento para reduzir o consumo e evitar desperdícios.

O Rio Paraíba do Sul é um rio interestadual, que abastece também municípios fluminenses bem como a Região Meteropolitana do Rio de Janeiro e também cidades de Minas Gerais, e a tal medida teve a anuência do Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro e do Instituto Mineiro de Gestão de Águas.

Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, esteve na assinatura do comunicado conjunto. Na ocasião, o diretor-presidente substituto da ANA, Oscar Cordeiro Netto, lembrou que a medida visava a evitar riscos maiores ao abastecimento em São Paulo. A vazão média de captação no Jaguari será de 5,13 metros cúbicos por segundo.

A Sabesp informou que, com as poucas chuvas deste ano, o bombeamento de água do reservatorio Jaguari para o reservatório Atibainha dá mais segurança hídrica às regiões metropolitanas da capital e de Campinas.

Ainda segundo a companhia, o período chuvoso ainda está no início, e a projeção aponta níveis satisfatórios dos reservatórios da Grande São Paulo, “com as perspectivas de chuvas do final da primavera e início do verão, quando a situação será reavaliada”.

Interligação das represas do Jaguari e Atibainha- Foto: Sabesp.

https://s2.glbimg.com/ChozS5yLot1NJZb6VhfpVOQX63I=/0x0:1280x960/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2018/d/q/POni3BTG6qTHhuBiywIg/represa.jpg

Deixe seu comentário: